Linha Leve – Preço dos combustíveis traz desafio extra ao crescimento do mercado de reposição

Publicado em Novo Varejo Ed. 358

Atuar no mercado de reposição de autopeças é sem dúvidas um dos negócios mais seguros e estáveis dentro da indústria automobilística, uma vez que este segmento responde rapidamente a oscilações macroeconômicas e possui baixo índice de crises cíclicas.

Estas afirmações se explicam basicamente pelo fato de que reparar o veículo não passa por uma decisão espontânea e sim por uma necessidade básica: “Carro quebrado não anda”. Ainda assim, alguns fatores podem contribuir para que o segmento tenha resultados positivos ou negativos.

No ano de 2021 o aftermarket no Brasil gerou uma receita na ponta de R$64,6 bilhões de reais na linha leve, o que coloca o mercado brasileiro na vitrine global entre os maiores e mais atrativos desse importante segmento.

Porém, nem tudo são flores para a indústria que se acostumou com crescimento, mesmo diante de grandes crises.

O ano de 2022 será desafiador, isso porque dois dos principais motores de crescimento da reposição parecem estar com travas e perspectivas negativas.

O primeiro deles é o crescimento vegetativo da Frota, que apesar de estar positivo, será prejudicado pela escalada de preços nos veículos zero KM e pela crise de abastecimento nos semicondutores, a previsão é que em 2022 a frota tenha um crescimento de 0,62% em relação ao ano de 2021, enquanto a frota reparável (considerada somente os veículos fora da garantia) crescerá 1,87% no mesmo período.

O segundo motor de ativação do mercado de reposição é a utilização dos veículos, e aqui por enquanto é onde ficam as maiores preocupações. O baixo crescimento econômico aliado com a crescente alta nos preços de combustíveis, tem feito o poder de compra deles despencarem.

No ano de 2014, segundo dados da pesquisa nacional por amostra de domicílios do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a renda média dos Brasileiros foi de R$2.742,00, enquanto, segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o preço médio da gasolina praticada nos postos de combustíveis era de R$2,98. Com isso, a renda do Brasileiro era capaz de comprar até 920,13 litros do combustível. Já no ano de 2021 a gasolina custou em média R$6,67 (média ano) enquanto a renda foi de R$2.610,00, ou seja, o poder de compra de passou a ser 381,10 litros frente a renda, menos da metade do observado em 2014.

A tendência é que em 2022, os combustíveis continuem custando mais caro, enquanto a renda média permanecerá em queda, conforme pode se observar na série da gráficos abaixo.

Gráfico A – 2014/2022 – Síntese dos Preços Praticados | Gasolina Comum

Gráfico B – 2012/2022 – | Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua | Rendimento médio

Gráfico C – 2014/2022 – | Poder de compra de gasolina em litros de gasolina comum

A consequência da queda no poder de compras de combustível é a redução gradual na utilização dos veículos em circulação no Brasil, a previsão é que durante o ano de 2022 os veículos passem a rodar 3,2% a menos do que o observado em 2021.

Previsão que, tem se confirmado quando analisamos a média de consumo de combustíveis por veículo em tanques (tanque =40 litros de combustível). O ano de 2021 apresentou uma média de consumo de 2,74 tanques de combustível por veículo/mês, um crescimento de 0,73% em relação ao ano de 2020. A má notícia é que nos primeiros meses de 2022 o consumo médio foi de 2,48 tanques por veículo/mês, uma queda de 9,76% em relação a média do ano passado.

Se confirmadas as expectativas negativas, os tomadores de decisão do aftermarket precisarão acender o sinal de alerta, e deverão estar atentos quanto as estratégias de crescimento de seus negócios, visto que provavelmente o ano de 2022 não trará crescimento vegetativo ao setor, como consequência, será necessário ganhar mercado de seus concorrentes para que sua empresa continue crescendo.

Sobre a Fraga Inteligência Automotiva

Especializada no fornecimento de dados estratégicos para o mercado de reposição brasileiro, a Fraga Inteligência Automotiva conta com mais de 130 clientes no território brasileiro, usufruindo de diversos serviços que envolvem a coleta, análise e o planejamento do mercado de reposição de autopeças, acessórios, pneus e demais produtos aplicados em veículos automotores. Fundada em 1990, a empresa tem como propósito trazer soluções práticas e confiáveis para profissionais que atuam nas áreas de Marketing e Vendas de diversos segmentos do setor automotivo, tais como: indústria (fabricantes), prestadores de serviços (seguradoras) e varejo (distribuidores). Mais informações em: fraga.com.br


Original: Novo Varejo Ed. 358
https://novovarejo.com.br/wp-content/uploads/2022/05/Novo-varejo-impresso-358-SITE.pdf

aftermarket, imprensa, Novo Varejo

CONTATO

  • (19) 98941.8722
  • (19) 3243.7420
  • contato@fraga.com.br
TRABALHE CONOSCO
  • rh@fraga.com.br
Desenvolvido por Agência BMC
Fale Conosco!